Refeitório Centro Hakumana para doentes de sida em Matola (Moçambique)

O centro HAKUMANA pertence à instituição Maria Mãe África. Ele nasce das reflexões da comissão HVI-SIDA da Comissão de Religiosos de Moçambique, para dar uma resposta à problemática social do SIDA. Não se trata somente de uma resposta material, mas integra também acompanhamento e solidariedade que dignifique a estas pessoas que se enfrentam com este problema.

O centro abriu as portas o dia 25 de março de 2008 e desenvolve seu trabalho em três áreas:

  • Informação e Formação.
  • Orientação e Asesoramento (onde orientação psicológica, espiritual e legal é dada).
  • Acção Social (incluindo apoio médico e comida).

Desde o momento de sua abertura as Irmãs da Consolação, que colaboram com o centro, enfrentam-se com um grande desafio que lhes abre os olhos à realidade existente no seu médio.

Atendem a mulheres que se encontram em estado de gestação com Sida, e que foram abandonadas por seus maridos e por sua família, que não têm trabalho por estar doentes nem lar onde morar. Todas elas estão fazendo o tratamento, porem muitas pensam deixá-lo, porque é muito forte, não têm que comer e o tratamento as deixa muito fracas.

Em quanto aos homens, são despedidos de seu trabalho e não têm dinheiro para comer, ou bem são estudantes universitários que ganharam uma bolsa de estudos, chegam a Maputo, adoecem, não têm família e estão em internados onde somente comem arroz com feijão todos os dias, como única refeição.

Desde esta realidade da insuficiente alimentação, se dificulta gravemente o tratamento com antivirais.

Por isso, em 2009 se construiu um pequeno refeitório, que posteriormente foi ampliado com um segundo refeitório, que permite a melhora na alimentação dos pacientes e com isso a efetividade do tratamento que eles recebem. Essa expansão também incluiu unidades de armazenamento, sala de preparação de medicamentos e cozinha e sala de jantar.

O refeitório conta com uns vinte voluntários da área de Ação Social, e o número de pessoas atendidas se eleva a uns 250, que recebem uma refeição rica em proteínas cada dia.

Acções do projecto

DataAção
2009Ajuda para Construção uma sala de jantar para a distribuição diária de almoço para as pessoas que vêm ao Centro.
2010Ajuda ao funcionamento do refeitório subvencionando alimentos, medicamentos e pessoal de apoio.
2011Ajuda para a construção de um novo refeitório, equipamento de cozinha e sala de jantar bem como comida.